• Bruno Ferraz

ECG com supra de ST em jovem: qual o provável diagnóstico?


Paciente masculino, 32 anos, procura o pronto-socorro com dor torácica. Ao exame clínico: nada digno de nota, exceto dor ventilatório-dependente. História de infecção respiratória há 7 dias. Marcadores de necrose miocárdica positivos. ECG abaixo:


Qual é o Diagnóstico ?

A) IAMCSST

B) IAMSSST

C) Pericardite Aguda

D) Miopericardite Aguda

E) Angina estável

Resposta:

O Eletrocardiograma apresenta supradesnivelamento difuso de segmento ST-T o que corresponde a fase aguda de uma pericardite. Os marcadores miocárdicos positivos sugerem lesão do miocárdio. A clínica é compatível, portanto, com miopericardite aguda.

Evolução eletrocardiográfica da pericardite:

Estágio 1: Supradesnivelamento côncavo e difuso de segmento ST

Estágio 2: Achatamento da onda T e normalização do segmento ST-T

Estágio 3: Inversão Difusa da onda T

Estágio 4: Retorno à normalidade da onda T, pode ocorrer em semanas ou meses após o evento inicial.

Portanto, a resposta correta é o item D: Miopericardite Aguda


Comentário por:


Henrique Thadeu Periard Mussi

Titulo de especialista em Cardiologia SBC

Professor substituto de Cardiologia UFRJ 2014-2016.

Mestrando em Ciências Médicas pela UERJ

Médico da unidade cardio-intensiva dos Hospitais Barra D'or e Samaritano Botafogo

#miopericardite

648 visualizações

Questões em Cardiologia Cursos LTDA

CNPJ: 35.622.540/0001-91

Todos direitos reservados