• Bruno Ferraz

Diuréticos: mecanismo de ação


Os diuréticos têm sido utilizados no tratamento da hipertensão arterial há mais de 40 anos e permanecem como uma das cinco classes de medicamentos anti-hipertensivos de primeira linha. Assinale a alternativa que relaciona corretamente a classe de diurético e seu mecanismo de ação:

A) Os diuréticos tiazídicos atuam na alça de Henle. Aumentam o fluxo plasmático renal e o fluxo plasmático medular e papilar. O principal efeito colateral é a hipernatremia B) Os diuréticos de alça atuam nos segmentos espessos da alça de Henle. Promovem diurese intensa e rápida com contração do volume plasmático, redução da PA e também potencializa a ação de outros hipotensores C) Os diuréticos osmóticos atuam no ducto coletor. Possuem a propriedade de inibir a excreção de K+ e inibe a reabsorção de hidrogênio D) Os diuréticos poupadores de potássio atuam no túbulo contorcido proximal e causam a diminuição do ritmo de filtração glomerular sem modificar o fluxo plasmático renal. E) Os inibidores da anidrase carbônica atuam no túbulo contorcido distal e causam diminuição na excreção urinária de sódio, potássio , bicarbonato e fosfato.

RESPOSTA:

► Diuréticos de alça (alça ascendente de Henle): atuam ao inibir o co-transportador Na+/K+/2Cl- na alça ascendente espessa. Aumentam a perda de K+ e Ca+. Indicações: edema agudo de pulmão; hipertensão; ICC crônica; edema da síndrome nefrótica; ascite e cirrose hepática. Furosemida, bumetanida, ácido etacrínico, torasemida, piretanida

► Diuréticos tiazídicos (porção proximal do túbulo distal): atuam ao inibir o co-transporte Na+/Cl- no túbulo contorcido distal. Aumentam a perda de K+ e reduzem a perda de Ca+. Indicações: idosos; hipertensão sistólica isolada; prevenção secundária de AVE. Clortalidona, hidroclorotiazida, indapamida.

► Diuréticos osmóticos: atuam indiretamente por modificação são substâncias farmacologicamente inertes filtradas no glomérulo mas não reabsorvidas pelo néfron. A alça de Henle é o seu local de ação mais importante porém também age no túbulo contorcido proximal. Aumentam a excreção urinária de quase todos os eletrólitos, incluindo, sódio, potássio, cálcio, magnésio, cloro e fosfato. Indicações: redução da pressão e volume cefalorraquidiano; redução da pressão intra-ocular; redução do edema cerebral. Seu principal representante é o manitol.

► Diuréticos poupadores de potássio: antagonistas da aldosterona- inibem a ligação da aldosterona em seu receptor, evitando a reabsorção de sódio e excreção de potássio nos túbulos contornado final e coletor. Espironolactona.

Amilorida e Triantereno – inibidores dos canais de sódio nos segmentos finais do néfron (túbulo distal e ducto coletor). Não antagonizam a aldosterona.

Usos terapêuticos: associado com espoliador de potássio; pseudoaldosteronismo; diabetes insípido.

►Inibidores da anidrase carbônica: ação no túbulo contorcido proximal. Causam diminuição do ritmo de filtração glomerular sem modificar o fluxo plasmático renal. Causam aumento da excreção urinária de sódio, potássio, bicarbonato e fosfato. Indicações: hipertensão intraocular; hipertensão intracraniana; insuficiência renal aguda. Acetazolamida e benzolamida.

Portanto, a resposta correta é a letra B: Os diuréticos de alça atuam nos segmentos espessos da alça de Henle. Promovem diurese intensa e rápida com contração do volume plasmático, redução da PA e também potencializa a ação de outros hipotensores.


Comentário por:


Nathalia Duarte Camisão

Rotina da Unidade Cardiointensiva do Hospital Norte D'Or

Plantonista da Unidade Cardiointensiva do Hospital Barra D'Or

Residência Médica em Cardiologia e Clínica Médica

#diuréticos #hipertensão

0 visualização