• Bruno Ferraz

Qual betabloqueador usar na insuficiência cardíaca?


Quais são os betabloqueadores preconizados para uso na Insuficiência Cardíaca de Fração de Ejeção Reduzida:

A) Propranolol, pindolol e carvedilol

B) Nebivolol, atenolol, e propranolol

C) Bisoprolol, carvedilol e succinato de metoprolol

D) Atenolol, carvedilol e bisoprolol

RESPOSTA:

Na insuficiência cardíaca, ocorre a ativação do sistema nervoso simpático. Os níveis plasmáticos elevados de noradrenalina desempenham papel primordial na progressão da disfunção sistólica do ventrículo esquerdo. A estimulação simpática causa elevação da frequência cardíaca, aumento do consumo de oxigênio, além do potencial efeito arritmogênico e de sua ação em outros órgãos, como ativação do sistema renina-angiotensina-aldosterona, com consequente retenção de sódio, vasoconstrição sistêmica e aumento da resistência vascular periférica. Para reduzir tal efeito, os betabloqueadores são usados no tratamento da insuficiência cardíaca.

Atualmente, está bem consolidado o uso do betabloqueador no tratamento da insuficiência cardíaca. As evidências que apoiam o uso dos betabloqueadores, como carvedilol, succinato de metoprolol e bisoprolol, na insuficiência cardíaca com fração de ejeção reduzida vêm dos resultados positivos dos ensaios clínicos publicados no final da década de1990. Estudos como CIBIS II, MERIT-HF, COPERNICUS e CAPRICORN são os maiores exemplos.

Resposta: C


Comentário por:


IRVING GABRIEL ARAÚJO BISPO

Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade Estadual de Ciências da Sáude de Alagoas - UNCISAL. Fez Residência de Clínica Médica na Universidade Federal de Sergipe (UFS). Fez Residência em Cardiologia pelo Hospital do Coração de São Paulo (HCor-SP).

Fez aprimoramento em Ecocardiografia Adulto também pelo HCor-SP. Possui Título de Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileiro de Cardiologia. Possui Título de Especialista na área de Atuação de Ecocardiografia pelo Departamento de Imagem Cardiovascular/ Sociedade Brasileira de Cardiologia. Especialista em Docência em Ciências da Saúde pela Faculdade UNYLEYA. Atualmente faz Mestrado em Cardiologia pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

Atua em São Paulo e São Caetano do Sul nas áreas de Cardiologia e Ecocardiografia.

Referências:

1. Mizacci CC, Rieira R, Martimbianco ALC. Tratamento farmacológico para insuficiência cardíaca sistólica crônica e as evidências disponíveis: uma revisão narrativa da literatura. Diagn Tratamento. 2017;22(1):8-20.


#carvedilol #bisoprolol #metoprolol #insuficiênciacardíaca

0 visualização