• Bruno Ferraz

Sopros e alguns epônimos


Paciente relata que na infância apresentava episódios repetidos de "infecção de garganta”. Cita que certa vez foi internado devido dor em articulações, que limitavam movimentação e que migrava entres as grandes articulações dos membros inferiores. Na ocasião, ausculta cardíaca mostrava sopro protomesodiastólico, mais audível em foco mitral. Qual sopro característico apresentado pelo paciente?

a) Sopro de Austin Flint

b) Sopro de Still

c) Sopro de Carey Coombs

d) Sopro de Graham Steel

e) Sopro circular de Miguel Couto

RESPOSTA:

O diagnóstico de Febre Reumática é caracterizado pela evidência de infecção de orofaringe pelo estreptococos associado a presença de critérios Maiores (artrite, cardite, coréia de Sydenham, eritema marginatum, nódulos subcutâneos) e/ou criterios menores (febre, artralgia, elevação dos reagentes de fase aguda, intervalo PR aumentado no ECG). A cardite reumática aguda apresenta caracteristicamente o sopro de Carey Coombs, ou seja, sopro protomesodiastólico em foco mitral, ocasionado pela inflamação da válvula mitral levando dificuldade de abertura.

. Sopro Austin Flint - sopro diastólico de fechamento da válvula mitral devido sobrecarga de volume na IAo severa.

. Sopro Graham Steel - sopro diastólico em foco pulmonar, característico da Insuficiência Pulmonar

. Sopro Still - sopro inocente comum da criança

. Sopro circular de Miguel Couto da Insuficiência Mitral crônica, marcado por ser holossistólico e que apresenta irradiação em faixa para dorso e axila.

Portanto, a resposta é o item C: sopro de Carey Coombs


Comentário por:


EDUARDO DE BARROS MANHÃES

Plantonista da Unidade Coronariana do Hospital Barra D'Or

Título de especialista em Cardiologia e Hemodinâmica

#sopro #CareyCoombs #AustinFlint #GrahamSteel #Still #MiguelCouto

0 visualização